Após dois anos na UTI, filho sai do hospital e passa primeiro Dia das Mães em casa


A criança nasceu com uma síndrome rara e não consegue respirar sozinha
Após dois anos internado em uma UTI, um garoto de dois anos vai passar o primeiro Dia das Mães em casa, no bairro da Mooca, zona leste de São Paulo. A alta do hospital foi o maior presente que a mãe Barbara Salles poderia receber neste domingo (12).


— É uma vida nova para a gente e para ele.

A criança nasceu com uma síndrome rara e não consegue respirar sozinha, por isso, usa um equipamento à bateria que fica dentro da mochila e estimula o diafragma.  Dessa forma, ele consegue ter uma vida normal.

A doença chamada de Ondine fez com que a criança, chamada carinhosamente pela família de Biel, ficasse os últimos dois anos em um hospital. Hoje, com equipamento de oxigênio portátil, o menino ganhou a liberdade.

O garoto consegue se alimentar bem e faz bagunça como qualquer criança da sua idade. A mãe dedica 100% do seu tempo ao filho.

— A gente já viu ele muito grave, então a gente vê ele assim e acredita que foi uma grande vitória. Filho é a coisa mais importante na nossa vida. É o presente da mamãe.

Veja o vídeo:



Share on Google Plus

Sobre eskilo doido

Esta é uma breve descrição no blog sobre o autor. Editá-lo, No html e procurar esse texto
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial