Copa no Brasil pode ter times inusitados e ausência de grandes seleções mundiais

Portugal, Inglaterra, Uruguai e México correm o risco de não disputar o torneio em 2014, enquanto Panamá, Montenegro, Congo, Zâmbia, Etiópia e Uzbequistão estão bem cotados

Neste mês de junho, as eliminatórias para Copa do Mundo de 2014 começam a entrar na reta final e algumas seleções menos tradicionais do futebol mundial ainda sonham em jogar a competição do ano que vem. Por outro lado, equipes mais badaladas correm o sério risco de ficar de fora do torneio que será realizado em território brasileiro.
Na Europa, por exemplo, Portugal está em 3º lugar na sua chave, atrás de Rússia e Israel, e a equipe de Cristiano Ronaldo não estaria nem classifcada para repescagem se terminasse hoje. No Velho Mundo, apenas os líderes de cada um dos nove grupos se garantem no Mundial, enquanto os oito melhores segundos colocados vão para o mata-mata da repescagem.
Mesma situação vive a Suécia. O time liderado pelo astro Ibrahimovic está na 3ª posição do grupo C, que tem a Alemanha na liderança e a Áustria em segundo, e estaria fora da Copa do Mundo.
As tradicionais e campeãs mundiais Espanha e França estão no mesmo grupo, o I, e uma das duas seleções vai para repescagem. Os espanhóis lideram, com os franceses em segundo. Quem também corre o risco de ir para o playoff de mata-mata é a Inglaterra, que está em segundo no grupo H, atrás de Montenegro.
Vale lembrar que a definição dos jogos na repescagem é feita através de sorteio. Ou seja, se França e Inglaterra realmente ficarem em segundo, podem até se enfrentar por uma vaga na Copa. Croácia, Bélgica e Grécia são outras equipes fortes e que podem ficar na vice-liderança de suas chaves.
Se algumas grandes seleções correm o risco de ficarem de fora do Mundial, outras menos badaladas estão bem cotadas para se classificar. No grupo E, Suíça, Albânia e Islândia seguem com chances, assim como a Bósnia, que lidera com folga a chave G e pode fazer sua estreia em Copas. Montenegro também está em primeiro e sonha em debutar no Brasil.
América do Sul 
Nas eliminatórias da Conmebol, o Uruguai, 3º colocado na última Copa do Mundo e atual campeão da Copa América, está na 6ª colocação, posição que não classifica o time nem para repescagem. A Celeste faz uma péssima campanha e corre sérios riscos de não jogar no Brasil, assim como o Paraguai, figurinha carimbada em Copas, mas que atualmente segura a lanterna.

A grande surpresa pode ser a Venezuela. A seleção nunca jogou um Mundial e pela primeira vez na história tem chances concretas de se classificar. Hoje, os venezuelanos estão na 5ª colocação, se garantindo na repescagem contra uma equipe da Ásia, que ainda será definida.
Ásia 
Por falar no continente asiático, a Copa do Mundo pode ter duas surpresas vindo de lá. A primeira é o Uzbequistão, que lidera o grupo A e está com um pé no Mundial. Já na chave B, liderada pelo Japão, a Jordânia aparece em segundo lugar e estaria garantida na competição, deixando para trás a Austrália. Omã e Iraque também almejam uma vaga, já que apenas dois pontos separam essas quatro equipes.

Os dois primeiros de cada chave garantem vaga direta na Copa do Mundo do Brasil, enquanto os dois terceiros colocados disputam um duelo eliminatório de ida e volta para decidir quem disputa a repescagem contra o representante da América do Sul.
África 
O regulamento por lá é bem simples. São dez grupos de quatro equipes e apenas o primeiro colocado de cada chave se classifica para a próxima fase. E a etapa seguinte é mata-mata - por ser sorteio, todos os times que venceram seus grupos podem se enfrentar no playoff de ida e volta. 

Sede do último Mundial, a África do Sul está em segundo no grupo A, que é liderado pela surpreendente Etiópia. Congo e Zâmbia também estão em primeiro nas suas respectivas chaves e podem se garantir no mata-mata, aumentando suas chances de disputar a Copa do Mundo.
Duas equipes consideradas fortes na África estão decepcionando e perigam não passar de fase. A seleção de Gana está na segunda colocação do grupo D, enquanto Marrocos é apenas o terceiro colocado na chave C.
Américas do Norte e Central 
A líder nas eliminatórias da Concacaf é a seleção do Panamá, que nunca disputou uma Copa do Mundo na sua história. Como no hexagonal final as três primeiras colocadas garantem um lugar no Mundial do Brasil, os panamenhos estão bem cotados a beliscarem uma das vagas do continente.

Por outro lado, o México, que já disputou 14 edições da Copa do Mundo, aparece na quinta colocação e, hoje, estaria fora do Mundial. A quarta colocada é a equipe de Honduras, posição que garante a seleção hondurenha no playoff de repescagem contra a Nova Zelândia, campeã das eliminatórias da Oceania.

Fonte:ig.


    Share on Google Plus

    Sobre eskilo doido

    Esta é uma breve descrição no blog sobre o autor. Editá-lo, No html e procurar esse texto
      Blogger Comment
      Facebook Comment

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial