ADOLESCENTE SE MATA APÓS SOFRER BULLYING E MÃE POSTA FOTO DELE MORTO POR VINGANÇA

O caso chocante aconteceu em Telford, cidade que fica no centro-oeste da Inglaterra. Dylan Stewart, de 12 anos, se matou. Ele sofria de depressão e acabou se enforcando. Motivo: sofria bullying na escola. Os pais o acharam inconsciente em casa, com uma corda no pescoço. Foi hospitalizado, mas não resistiu. Transtornada, a mãe, Amanda, de 39 anos, postou fotos de Dylan sem vida, na cama do hospital  

Essa á a imagem que Amanda postou na internet. Ela disse: "Quero que os amigos dele vejam o que fizeram com meu filho"

Amanda mostrou mais essa foto do filho na cama do hospital. Ela contou ao jornal Mirror que Dylan sofria com zombarias dos amigos porque ele era novo na escola 
Ele não tinha Síndrome de Down. Mesmo assim, os alunos da escola Lakeside, em Telford, deram a ele um apelido que o relacionava à doença: Downie. O diretor não quis dar declarações
A mãe disse ainda que alguns pais a apoiaram após postar fotos do filho morto. "Me falaram que o bullying é muito comum nesse colégio", afirmou
"Meu filho sofria muito. Andava trise, melancólico, calado, só não dizia o motivo", contou Amanda
A mãe acredita que a divulgação das imagens do filho entubado no hospital pode intimidar o bullying
— Meu filho era humilhado na escola. É cruel. Nenhuma criança deveria passar por isso. Justamente por esse motivo que postei as fotos. São chocantes, mas servem como alerta a todos os pais que têm filhos que enfrentam esse problema
Amanda e o marido, Robert, deram entrevistas na TV britânica e se defendeu das críticas que recebeu por ter mostrado as fotos do filho que se matou
- As pessoas precisam receber um impacto, para entender o que o bullying é capaz de provocar
Amanda mostrou à reportagem do jornal britânico Daily Mail o quarto do filho: "Ele era amável e divertido. Antes de entrar em depressão, era um garoto feliz e que nos fazia rir"
E mostra um dos objetos do quarto do filho, lamentando: "Fiz o que pude para alertar as pessoas sobre esse problema do bullying, mas nada vai trazê-lo de volta"
Outros casos de suicídio fora manchetes de jornais na Inglaterra e nos EUA.
Em maio último, a americana Cora Delille, de 15 anos, de Pickerington, no estado de Ohio (EUA), se enforcou no quarto e deixou uma carta em que dizia, sombria e irônica: "Obrigada por toda a dor"



Share on Google Plus

Sobre eskilo doido

Esta é uma breve descrição no blog sobre o autor. Editá-lo, No html e procurar esse texto
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial